Você está aqui: Entrada Notícias Arrecadação foi de R$ 216 milhões de janeiro a agosto
Acções do Documento

Arrecadação foi de R$ 216 milhões de janeiro a agosto

26/09/2018 – O demonstrativo do período foi apresentado ontem em audiência pública promovida pelo Legislativo

A Câmara de Birigui promoveu na noite de ontem, 25, audiência pública para apresentação do balancete financeiro referente ao segundo quadrimestre deste ano. O evento, realizado no plenário Vereador Ferrúcio Tompsitti, foi conduzido pelo presidente da comissão permanente de Finanças, Orçamento e Contabilidade, vereador Andrey Servelatti (PSDB), com a participação dos vereadores Cesinha Pantarotto (Podemos), que também integra a comissão, Zé Luis Buchalla (PRP), vice-presidente da Casa, Benedito Dafé (PV) e Pastor Reginaldo (PTB).

Já a administração municipal esteve representada pelo secretário de Finanças, Adonai Henrique Brum da Silva, que fez a apresentação do balancete, e pelos servidores Antônio Donizete Caetano Alves, diretor de Orçamento, e os contadores Antonio Seno Neto e Max Angelson Menez Oliveira.
 

26-09-2018 balanço aud pub 2 quadri interna.jpg


Arrecadado

Conforme os números apresentados, o Executivo arrecadou no segundo quadrimestre do ano R$ 216,6 milhões, sendo R$ 7,3 milhões destinados ao Legislativo como duodécimo a ser encaminhado mensalmente. Porém, a Câmara já devolveu R$ 1,1 milhão somente em 2018, como devolução antecipada, fechando em R$ 210 milhões a arrecadação destinada à administração municipal. O montante corresponde a 67,5% dos R$ 320 milhões previstos para o orçamento anual.

Em comparação com o mesmo período de janeiro a agosto do ano passado, foi registrado aumento de R$ 10 milhões na arrecadação, o que corresponde a 5,11%.

Na descrição das receitas, as transferências dos recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), do Ministério da Educação, representam o maior valor das arrecadações, R$ 35 milhões, seguido da cota-parte do ICMS encaminhado pelo governo estadual, que somou R$ 32 milhões. A arrecadação do IPTU e IPPU estão em terceiro lugar na tabela das receitas, com o valor de R$ 26 milhões.
 


Despesas

Já sobre as despesas, foram empenhados R$ 266 milhões, dos quais R$ 213 milhões fazem parte das despesas já processadas.

Em primeiro lugar na tabela estão os gastos com pessoal e encargos, que totalizam R$ 170 milhões já pagos, dos R$ 200 milhões processados. Além de subvenções sociais e contribuições, materiais de consumo, ticket alimentação, entre outros, a tabela traz a despesa com o déficit técnico do Biriguiprev, calculado em R$ 13,9 milhões pagos dos R$ 16,5 milhões processados.

 


Amanda Reis
Assessoria de Imprensa/CMB

1º Biênio 2017-2018
Vereadores 17ª Legislatura
Ouvidoria Legislativa
Sessões Gravadas
Diário Oficial de Birigüi
WebMail
RH Online
 

Banners Banners Banners