Você está aqui: Entrada Notícias Parlamentares conferem Estação de Tratamento de Esgoto
Acções do Documento

Parlamentares conferem Estação de Tratamento de Esgoto

11/08/2017 – Andrey Servelatti, Eduardo Dentista e Zé Luis Buchalla vistoriaram todas as etapas do tratamento

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Birigui, localizada no bairro Baixotes, recebeu ontem, 10, a visita de três vereadores: Andrey Servelatti (PSDB), Eduardo Dentista (PT) e Zé Luis Buchalla (PRP). Eles foram até o local verificar as etapas do processo de tratamento do esgoto do município, desde a chegada do material até o despejo da água tratada no ribeirão Baixotes.

Eduardo preside na Câmara a comissão permanente de Saúde e Saneamento, da qual Servelatti também é integrante. Eles foram recebidos na ETE pelo biólogo e chefe de Controle de Qualidade, Valdomiro Ribeiro, e pelo diretor de Licenciamento e Passivo Ambiental, Rafael Polizel.

Inaugurado em 2012, o sistema de tratamento de esgoto adotado pelo município é o australiano, no qual o material é inicialmente despejado em lagoas anaeróbicas, com quatro metros de profundidade, passando para as aeróbicas, com profundidade de dois metros.

 

11-08-2017 visita à ete interna1.jpg


O grupo iniciou a vistoria no cocho (foto acima) por onde o esgoto é distribuído para as cinco lagoas em funcionamento. Depois, conheceram uma novidade que está sendo implantada: a instalação de 27 aeradores superficiais nas lagoas aeróbicas. Os equipamentos serão responsáveis pela movimentação dos dejetos, provocando a oxigenação da água e a consequente aceleração da decomposição do material orgânico, aumentando a eficiência do processo.

Os aeradores já estão instalados (foto abaixo), e a administração municipal aguarda a conclusão da instalação elétrica. O investimento recebeu R$ 800 mil do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e contrapartida do município, com custo total de quase R$ 979 mil.
 

11-08-2017 visita à ete interna2.jpg

 

Baixotes

A próxima etapa da visitação foi à caixa de passagem que era utilizada para quebrar a velocidade da água. Conforme explicou o chefe de Controle de Qualidade, o equipamento foi inutilizado. “A passagem pela caixa estava agitando muito o volume de água tratada que chegava e gerando muita espuma no lançamento dessa água no Baixotes”, esclareceu Ribeiro.
 

11-08-2017 visita à ete interna3.jpg


Após essa coleta de informações junto aos técnicos da ETE, os parlamentares reunirão questionamentos e sugestões ao Executivo.

Entre elas, está a situação do esgoto clandestino que é enviado à estação. “É nítido que a água lançada no ribeirão carrega compostos químicos de uma destinação industrial irregular, e que deveria receber um tratamento prévio na própria indústria”, considerou Eduardo, “Vamos levantar junto à Cetesb [Companhia Ambiental do Estado de São Paulo] a situação da fiscalização e emissão de licenças dessas empresas quanto ao lançamento dos afluentes”, acrescentou.

O parlamentar destacou também o novo tratamento que está sendo dado ao chorume, o caldo resultante dos processos da decomposição do lixo no aterro sanitário. “Foi adotada uma filtragem do chorume antes do seu envio para tratamento na estação, fazendo com que esse material chegue com uma carga poluente menor, o que é significativo para o meio ambiente”, finalizou o presidente da comissão.

Os apontamentos elaborados a partir da visita devem ser encaminhados à administração municipal.

 

 

Amanda Reis
Assessoria de Imprensa - CMB

 

1º Biênio 2017-2018
Vereadores 17ª Legislatura
Sessões Gravadas
Ouvidoria Legislativa
Diário Oficial de Birigüi
WebMail
RH Online
 

Banners Banners Banners