Você está aqui: Entrada Notícias Sessões da Câmara começarão às 17h
Acções do Documento

Sessões da Câmara começarão às 17h

05/06/2019 – A alteração do horário foi aprovada na reunião ordinária da noite de ontem e já é válida para a próxima semana

 Por meio de projeto de resolução que altera o Regimento Interno da Câmara de Birigui, o horário de início das sessões ordinárias foi transferido das 19h para as 17h, válidos já a partir da próxima semana. A votação da mudança aconteceu na noite de ontem, 4.

Protocolada na Casa pelo vereador Leandro Moreira (PRB), a proposta foi rejeitada por Carla Protetora (PSD), Eduardo Dentista (PT), Fabiano Amadeu (Cidadania), Zé Luis Buchalla (Patriota) e Paquinha (MDB), mas teve a aprovação determinada pelos votos favoráveis dos outros 11 vereadores.

Conforme explicado no projeto, a intenção é tentar atrair maior interesse do munícipe para os assuntos discutidos na Casa, especialmente a votação dos projetos, cujo início geralmente acontece somente a partir das 22h. Com o novo horário, a pauta de votações terá que começar no máximo às 20h.

As reuniões continuam sendo transmitidas ao vivo pela internet por meio do canal Câmara Birigui no Youtube, onde também ficam gravados os vídeos da íntegra das sessões.

 

20 milhões

Outro assunto votado e aprovado foi o pedido do Poder Executivo para contratação de crédito junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 20 milhões, a serem pagos em até 120 meses. 

O investimento será para o término de obras paralisadas há anos: o Centro do Professorado, com investimento previsto de R$ 9.345.277,72, o Centro de Convenções (R$ 4.812.242,53) e o prédio que abrigaria a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Jandaia (R$ 3.105.630,65), além da construção de duas pontes na avenida Cidade Jardim sobre o córrego Biriguizinho (R$ 3.425.000,00).

Acatada por 12 votos favoráveis, foram contrários à proposta apenas os vereadores Dafé (PV), Cesinha Pantarotto (Podemos), Fermino (DEM), Ferrari (DEM) e Rogério Guilhen (PV).

 

Aprovados

Outros cinco itens da Ordem do Dia tiveram aprovação em plenário na noite de ontem. 

Do Executivo, foram aprovados o projeto que estabelece as diretrizes gerais para elaboração da lei orçamentária referente ao exercício financeiro do próximo ano – que deve passar ainda por segundo turno de votação; a instituição do Programa de Pagamento Incentivado (PPI), medida facilitadora do pagamento de tributos, tarifas e demais receitas em atraso, referentes a 2018 e anos anteriores; e a criação de nova natureza de despesa no orçamento para atender com R$ 139 mil o programa Vigilância em Saúde quanto a locomoção dos agentes de combate a endemias. 

E completa a lista de projetos aprovados a proposta do vereador Odair da Monza (PSC) que denomina a via 2 do Residencial Vereador Reginaldo Liessi com o nome de Rua Celcina de Araújo Pereira Lopes. 
 

Retirado

O Executivo, autor da matéria, pediu a retirada da autorização para convênio com a Apae. Previsto em R$ 24 mil, o montante seria destinado aos serviços de habilitação e reabilitação dos atendidos.

 

Adiamento

E teve a votação remarcada, sendo adiado por três sessões, o projeto do Executivo que trata de alienação de uma área de terra de propriedade do município no loteamento Parque das Árvores, registrada como rua H. Conforme consta na proposta, a rua fica entre dois lotes e não tem aproveitamento nem possibilidade de prolongamento em loteamentos futuros, o que justificaria sua incorporação ao terreno vizinho, corrigindo o alinhamento do traçado urbano.

 

As próximas sessões ordinárias serão nos dias 11 e 18 de junho.

 

 

 

Amanda Reis
Assessoria de Imprensa/CMB

 

2º Biênio 2019-2020
Vereadores 17ª Legislatura
Sessões Gravadas
Diário Oficial de Birigüi
Ouvidoria Legislativa
WebMail
RH Online
 

Banners Banners Banners