Você está aqui: Entrada Notícias Nova Câmara: estrutura está em fase de conclusão
Acções do Documento

Nova Câmara: estrutura está em fase de conclusão

30/04/2020 – Em 150 dias, cerca de 80% da alvenaria bruta da obra está pronta, próxima fase é a cobertura

A construção da sede própria do Legislativo Biriguiense, iniciada no final do ano passado, já está em fase de conclusão da estrutura bruta do prédio, que tem 1.693 metros quadrados. Em 150 dias de obra, quase todas as paredes de alvenaria já foram construídas, assim como a estrutura de sustentação da cobertura. O preparo para as instalações elétricas e hidráulicas também já foi iniciado.

A nova sede fica entre a avenida Youssef Ismail Mansour e as ruas João Orisaka e Helena Paludetto Iori, no bairro Alto dos Silvares.

Considerando a totalidade do projeto, 35% da obra já foi concluída. “Diante do cronograma, estamos em dia com todas as etapas. Quanto às finanças, o pagamento é feito conforme o cumprimento das metas da construção e nossa economia é ainda maior do que prevíamos”, informou o presidente da Casa, vereador Felipe Barone (Avante). 

Até agora, foi utilizado R$ 1 milhão dos R$ 3,1 milhões calculados para serem investidos na sede própria. Os recursos são do duodécimo, que é o valor reservado no orçamento municipal para repasse obrigatório ao Legislativo.

A previsão de término das obras é outubro, com expectativa de que a Casa funcione em novo endereço ainda em 2020, finalizando os gastos com aluguel que vem sendo gerados desde 2006.

 

30-04-2020 construção nova câmara interna.jpeg

 

Sustentabilidade

A sede própria da Câmara contará com sistema de energia fotovoltaica, com o objetivo de poupar o uso de energia elétrica e gerar a própria energia a ser consumida. No último dia 28, foi realizado pregão presencial para contratação da empresa que instalará o sistema.

Dezenas de painéis serão colocados no telhado e deverão gerar em média 6.550kWh/mês. A empresa vencedora da licitação foi a Tecaut Automação Industrial, com sede em Birigui. O investimento total no sistema, fixado em R$ 155,6 mil, deve ser compensado em cerca de dois anos. 

“Hoje gastamos aproximadamente R$ 76 mil ao ano com energia elétrica. Dessa forma, em dois anos o investimento na geração de energia através da radiação solar já terá sido compensado e passará a significar uma economia muito grande ao Legislativo”, explicou Barone.

 

 

Amanda Reis
Assessoria de Imprensa/CMB

 

2º Biênio 2019-2020
Vereadores 17ª Legislatura
Sessões Gravadas
Diário Oficial de Birigüi
Ouvidoria Legislativa
WebMail
RH Online
 

Banners Banners Banners